Teoria Bioecológica de desenvolvimento humano na perspectiva de Urie Bronfenbrenner


Olá neste artigo, vamos falar da teoria bioecológica de Urie Bronfenbrenner. O que irei apresentar neste artigo, constitui uma a síntese daquilo que aprendi enquanto estudante do Curso de Licenciatura em Psicologia Educacional.
Num dos artigos anteriores abordamos sobre Vantagens de um Plano de Aula→Estratégias de Preparação de um plano de aula eficaz.

O modelo bioecológico de Bronfenbrenner é uma teoria da psicologia educacional que estuda o desenvolvimento humano ao longo do tempo.
Urie Bronfenbrenner foi um psicólogo do desenvolvimento russo-americano cujo modelo bioecológico era parte integrante da formação de programas de pré-escola americana Head Start. Ele foi influenciado pelo colega psicólogo do desenvolvimento Lev Vygotsky. O modelo sugere que as interacções entre o indivíduo e o seu ambiente, categorizadas em diversos sistemas, moldam o seu desenvolvimento ao longo do tempo.

Bronfenbrenner conceitua quatro sistemas ecológicos que um indivíduo interage com eles. Neste artigo vamos listar a partir do mais próximo a pessoa à mais distante.

Microssistema

O prefixo “micro” equivale a “pequeno”, isto é, é o primeiro e mais imediato dos sistemas. Ele engloba as relações humanas, interacções interpessoais e imediatas do indivíduo. Um exemplo desse microsistema seria a relação entre um indivíduo e seus pais, irmãos, ou ambiente escolar.

Mesossistema

A segunda camada a partir do indivíduo, em torno do micro-sistema e que abrange as diferentes interacções entre os caracteres do microssistema. Por exemplo, a relação entre a família do indivíduo e seus professores ou directores das escolas. A fim de que a interacção para ser considerada parte do mesossistema, tem que ser uma interacção directa entre os dois aspectos do microssistema que influencia o desenvolvimento do indivíduo.

Exossistema

O exossistema é a terceira camada e contém elementos de microssistema que não afectam o indivíduo directamente, mas pode fazê-lo indirectamente. Por exemplo, se um pai vier a perder o seu emprego ou ter suas horas extras cortadas, isso afectaria seu filho de forma indirecta, como tensão financeira ou aumento do estresse dos pais.

Macrossistema

O “macro” equivale a “grande”, e é usado para dar sentido a este sistema, uma vez que foi pensado para ser abrangente. A quarta e mais externa camada do modelo bioecológico, que engloba as crenças culturais e sociais e de programação que influenciam o desenvolvimento de um indivíduo. Exemplos disso incluem normas de género ou influência religiosa.

As críticas ao modelo inicial

O Modelo inicial de Bronfenbrenner do sistema bioecológico por vezes tem sido criticado por não enfatizar o papel activo do indivíduo em seu próprio desenvolvimento. Como tal, às vezes as próprias características biológicas e identificação do indivíduo, tais como idade, saúde, sexo ou género são consideradas a primeira camada não oficial dos sistemas.

Em interacções posteriores, um quinto estágio é considerado parte do modelo bioecológico, chamado de cronossistema. Este sistema concentra-se na interacção entre os diferentes sistemas e como eles afectam um ao outro ao longo do tempo. Um exemplo disso seria os pais repreenderem uma criança por desobediência, que é uma instância de interacção microssistema – macrossistema. Enquanto os pais são membros do microssistema, eles estão reforçando a crença cultural que as crianças devem sempre ouvir seus pais. O pressuposto é que ao longo do tempo, a criança iria crescer para ser obediente.

Modelos posteriores

Processo – Pessoa – Contexto – Tempo

Este modelo foi mais tarde adaptado para incluir a cronossistema, baseado em quatro princípios estabelecendo e suas interacções que eram base original de Bronfenbrenner para a teoria bioecológica:

Processo

Os processos de desenvolvimento que acontecem através das interacções sistemáticas mencionados acima, Bronfenbrenner referiu-0s como processos proximais e funcionaram como o principal mecanismo de desenvolvimento de um indivíduo.

Pessoa

Este princípio foi estabelecido para indicar o papel do indivíduo e suas características pessoais em interacções sociais e seu desenvolvimento individual. Estas características incluem a idade, sexo, género, saúde física ou mental, e outros. Algumas destas características são mais visíveis do que outros (como idade) e, como tal, são mais facilmente medidos ao longo do tempo.

Contexto

Os cincos sistemas do modelo bioecológico servem como contexto para o desenvolvimento de um indivíduo – o micro, meso, exo, macro e cronossistema.

Tempo

Este é o elemento mais essencial do modelo bioecológico. Porque este modelo mede o desenvolvimento de um indivíduo, essas interacções ocorrem em uma escala mensurável, cronológica. O Tempo influencia as interacções sistémicas dentro da expectativa de vida de um indivíduo, bem como através das gerações, como no caso dos “valores familiares”, um conjunto de moral ou crenças que são passadas entre as gerações.

Deixe seu comentário sobre este artigo. Obrigado!

(Visited 28 times, 1 visits today)

Author: O Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *