Gardner e Sternberg: Existe Mais do que um Tipo de Inteligência?

 

 

Segundo Howard Gardner,a habilidade musical -que inclui a capacidade de perceber e criar padrões de tom e de ritmo – é um entre os diversos tipos distintos de inteligência.

 

  

Em sua teoria das inteligências múltiplas, Howard Gardner (1993) define inteligência como a capacidade de resolver problemas ou criar produtos culturalmente valorizados. Ele sustenta que as pessoas possuem pelo menos sete tipos distintos de inteligência. Os testes de inteligência convencionais exploram apenas três dessas “inteligências”: lingüística, lógico-matemáticae, em certa medida, espacial. As outras quatro, que não se reflectem nos escores de QI, são a inteligência a musical, corporal-cinestésica, interpessoal e intrapessoal. Gardner (1998) recentemente acrescentou uma oitava inteligência, inteligência naturalista (talvez exemplificada por Theodore Roosevelt), à sua lista original. (ver Tabela 9-4 para definições e exemplos de campos em que cada “inteligência” é útil.) A alta inteligência em uma área não é necessariamente acompanhada de alta inteligência em qualquer uma das outras. Uma pessoa pode ser extremamente dotada em arte (uma capacidade espacial), precisão de movimento (corporal- cinestésica), relações sociais (interpessoal) ou autocompreensão (intrapessoal), mas não ter um QI elevado. As diversas inteligências também se desenvolvem em ritmos diferentes. Por exemplo, a capacidade lógico-matemática tende a se desenvolver mais cedo e declinar mais rápido na velhice do que a capacidade interpessoal. Gardner avaliaria cada inteligência de maneira directa, observando seus produtos – a capacidade de uma criança de contar uma história, de se lembrar de uma melodia ou de andar em uma área estranha. A observação prolongada poderia revelar pontos fortes e deficiências para ajudar as crianças a realizarem seu potencial, e não para comparar indivíduos (Gardner, 1995; Scherer, 1985). Evidentemente, essas avaliações seriam muito mais demoradas e susceptíveis à tendenciosidade do observador do que testes com lápis e papel. Robert Sternberg (1997) define inteligência como um grupo de habilidades mentais necessárias para que crianças ou adultos adaptem-se a qualquer contexto ambiental e também necessárias para seleccionar e para moldar os contextos em que vivem e agem. O comportamento inteligente pode diferir de uma cultura para outra – na Inglaterra é inteligente dirigir no lado esquerdo da estrada, nos Estados Unidos no direito – mas os processos mentais que produzem esse comportamento são os mesmos. • A teoria triárquica da inteligência de Sternberg (1985a) envolve três elementos ou aspectos da inteligência: componencial, experiencial e contextual. Uma pessoa pode ser forte em um, dois ou em todos os três.

 

• O elemento componencial é o aspecto analítico da inteligência; ele determina com que eficiência as pessoas processam a informação. Ele diz às pessoas como resolver problemas, como monitorar soluções e como avaliar resultados.

 

• O elemento experiencial é perceptivo; ele determina como as pessoas abordam tarefas novas ou familiares. Permite que as pessoas comparem novas informações com o que já sabem e criem novos modos de interpretar os fatos – em outras palavras, pensar originalmente.

 

• O elemento contextual é prático; ele determina como as pessoas lidam com seu ambiente. E a capacidade de avaliar uma situação e de decidir o que fazer: adaptar-se a ela, mudá-la ou abandoná-la.

 

Os testes convencionais de QI medem principalmente a capacidade componencial, e, sendo essa capacidade o tipo mais requisitado nas tarefas escolares, não é de surpreender que os testes prognostiquem razoavelmente bem o desempenho escolar. O fato de não medirem a inteligência experiencial (perceptiva) ou contextual (prática), diz Sternberg, pode explicar por que eles são menos úteis para prognosticar êxito no mundo exterior.

 

 Referência bibliográfica

 

PAPALIA, Diane E. et. al. Desenvolvimento Humano, 8ª Edição, ARTMED, 2006

(Visited 4 times, 1 visits today)

Author: O Exame

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *